Vendas de passagens de onibus são mais caras no Pará

Vendas de passagens de onibus intermunicipais do Pará estão mais caras. O levantamento foi feito no dia 4 de julho por uma pesquisa do Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos da cidade e revelou que o preço das passagens está subindo. O que a pesquisa assegura é que o valor das
tarifas vai estar entre um dos itens mais caros gastos pelo cidadão durante a época do calor no Pará. Desde que as companhias reajustaram os bilhetes de ônibus no ano passado, nenhum desconto foi oferecido aos passageiros desta categoria. Segundo o Dieese, todos os trajetos em operação das linhas de ônibus intermunicipais que embarcam do Terminal Rodoviário de Belém até outras cidades da região do Estado estão com preços elevados e não apresentam nenhum tipo de desconto ou facilitação para os usuários.

As tarifas cobradas para viajar de ônibus de cidade em cidade paraenses tem haver com o aumento realinhado no meio do ano passado, pouco mais de 15% do valor foi reajustado de lá pra cá. A pesquisa também detectou elevações no valor de passagens de ônibus para linha urbana que interliga as rotas de Belém com o município de Mosqueiro. Neste caso, o preço da passagem que até no meio do ano passado valia R$3,30 agora já subiu 10%, ou seja, 30 centavos a mais de acordo com o Dieese.

Mesmo tendo sida aumentada, essa tarifa é uma das mais inferiores e um dos serviços de transporte público mais barato da cidade por fazer o atendimento de Belém e a cidade de Mosqueiro. Se a viagem for feita por uma companhia de ônibus privada o preço para embarcar em um coletivo para o mesmo destino é R$ 8,50, mais do que o dobro. Os municípios de Cametá um dos mais distantes, Salinópolis e Bragança são os mais caros, no quesito passagens rodoviárias. Os preços cobrados entre essas cidades variam de R$ 28,84 a R$ 41,65. O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará realizou o levantamento dos dados durante dois dias da semana e comprovou que os descontos e os subsídios para redução das passagens precisam acontecer em breve.

 

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+