Itapemirim passagens lucra com trajetos de linhas aéreas até o aeroporto de guarulhos, em são paulo. Viagens de avião ainda dependem do serviço rodoviário.
Aeroportos de São Paulo passaram por reforma.

Contrariando o que muitos esperavam, quem chega até a Rodoviária São Paulo – terminal Tietê consta por conta própria que o local não sofreu praticamente nenhuma melhoria para atender a grande demanda de passageiros durante a disputa da Copa do Mundo que acontecerá no Brasil.
Aguardado para recepcionar turistas de todos os cantos do mundo no dia 12 de junho, data oficial de abertura do torneio, o terminal rodoviário considerado o maior da América Latina está longe de exibir grandes mudanças.
Já nas rodoviárias de outras cidades-sedes da competição, como Curitiba, Natal, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília e Recife, é possível notar várias alterações para auxiliar no fluxo de pessoas e mais sinalizações com outros idiomas para ajudar o estrangeiro a embarcar e desembarcar com segurança.

Capaz de receber mais de 90 mil passageiros por dia, o terminal Tietê não passa apuros em dias de movimento considerável normal.
A maior preocupação é com aqueles que têm medo de voar. Se a previsão da SOCICAM – empresa que administra o terminal, estiver correta, o número de passageiros que passará no período da Copa do Mundo deve ser semelhante ao de feriados de Carnaval e Ano Novo. O problema é que o torneio futebolístico acontece bem no período de férias escolares, o que irá aumentar ainda mais o fluxo de usuários nos terminais.
Em dias de feriados prolongados, a rodoviária Tietê chega a somar mais de 350 mil embarques.

Apesar da grande demanda do lugar e da falta de melhorias, há quem elogie os serviços oferecidos pelo terminal. Alguns acham a rodoviária limpa e organizada e mais qualificada do que as estações de outras capitais do Brasil.
Entre os destaques positivos dessa rodoviária estão às várias opções de alimentação e a comunicação e atendimento bilíngue em alto-falantes para estrangeiros.
Ao contrário do rodoviário, os aeroportos de Guarulhos e Viracopos, que ficam em São Paulo, foram obrigados a melhorar suas estruturas.
Para a SOCICAM, a rodoviária de São Paulo está apta para atender os torcedores durante a Copa. É possível que haja algumas medidas de promoção com ampliação no atendimento ao usuário.

Autor

Comentários estão fechados.