Repasse tarifa ônibus rodoviário

Falta pouco para a prefeitura e empresas de ônibus rodoviário comemorarem a liberação da verba para subsidiar a redução das passagens, parcialmente aprovada pela Câmara de Limeira, no interior do Estado de São Paulo. O projeto de lei encaminhado pelo prefeito Paulo Hadich do PSB, vai garantir a todos os dependentes do transporte público municipal, a redução no valor das tarifas de pelo menos 10 centavos através de verbas para subsidiar a diferença nas catracas. Até então, os vereadores de Limeira já aprovaram um repasse contendo nove emendas que altera o que Hadich havia sugerido anteriormente.

Em meados de junho ainda neste ano, o prefeito disse que apresentaria um projeto de liberação e compensação para as empresas de ônibus licitadas no valor de R$ 480 mil mensais. A ideia inicial era garantir a redução no valor dos bilhetes de ônibus passando a ser comercializado de R$ 2,85 para R$ 2,75, ou seja, 10 centavos mais barato. A vantagem na aprovação do repasse não está apenas na indicação da prefeitura para subsidiar os descontos. Uma das emendas criadas por uma vereadora exige do governo a divulgação de um estudo de reestruturação e processos para melhoria no sistema de ônibus passagens público da cidade. É um processo que torna o serviço rodoviário mais transparente e garante a permanência de padrões de qualidade. O mesmo aconteceu com outra emenda, garantindo que novas reduções e revogações aconteçam no futuro quando houver necessidade.

Já o presidente da câmara, Ronei Costa Martins modificou o projeto por emenda obrigando o SIT – Sistema Integrado de Transporte a prestar contas à Câmara, à Secretaria e ao Conselho Municipal dos Transportes sobre recebimento e distribuição dos valores, cabendo como pena o bloqueio automático do repasse. Assim que a maioria da casa de leis de Limeira aprovar o texto final que coloca em vigor a lei de auxilio e mais nove emendas, as alterações que dizem respeito às emendas poderão ser vetadas por completo, caso a prefeitura avalie e encontre problemas com obrigações impostas por elas. Os prazos para o novo valor das passagens rodoviárias começarem a valor ainda é incerto.

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+