Ônibus deve ser principal meio de transporte até os estádios.

Ônibus deve ser principal meio de transporte até os estádios.

Quase metade das passagens rodoviárias vendidas pelo site Quero Passagem, durante os dois meses da Copa do Mundo devem ser efetuadas por turistas estrangeiros que desembarcarão no Brasil.
Pelo menos é o que a nova startup, criada no final do ano passado, planeja para o fechamento do primeiro semestre desse ano, em meio uma série de investimentos focados para atender visitantes de outros países.
A agência de turismo on-line é a única do setor rodoviário que aceita compras feitas com cartões de crédito nacional e internacional, eliminando a obrigatoriedade de apresentação do CPF para aqueles que vivem fora do Brasil.

Além da forma de pagamento diferenciada, a página eletrônica garante uma versão completa em inglês, para ajudar na navegação de quem não conhece o idioma português.
Quem chegar às cidades-sedes sem portar o notebook pessoal, também poderá fazer suas reservas rodoviárias através de dispositivos móveis conectados com sinal de internet sem fio.
A aposta da empresa é atender o maior número de viagens de ônibus com duração de até seis horas, tipicamente feitas entre os hotéis e os estádios de onde os jogos serão disputados.
Para ter êxito nessa empreitada, o site está viabilizando acordos com as federações de futebol da Inglaterra, Portugal e Espanha com a ideia é comercializar bilhetes com antecedência para os visitantes.

A Quero Passagem também está produzindo uma série de vídeos, a ser lançados antes da competição, sobre viagens rodoviárias pelo Brasil, abordando temas como segurança, conforto, documentação, além de um glossário em inglês e espanhol para facilitar a vida dos estrangeiros. O objetivo dessa ferramenta é estimular o uso dos ônibus no período da Copa do Mundo tanto para quem mora aqui como para quem estará presente pela primeira vez.
De acordo com CEO da Quero Passagem, Lukasz Gieranczyk os ganhos com os investimentos aplicados nos próximos meses, devem permanecer durante o ano todo, na medida em que vários estrangeiros continuem visitando o país.
O portal de passagens rodoviárias aposta em uma média de venda de 20% para bilhetes adquiridos por estrangeiros depois que a Copa terminar.

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+