Projeto da ANTT deve aumentar satisfação do cliente.
Projeto da ANTT deve aumentar satisfação do cliente.

Um projeto piloto usado durante os jogos da Copa do Mundo pode ser um forte aliado da Itapemirim passagens contra reclamações e queixas de usuários que viajam de ônibus para o Rio de Janeiro. De acordo com um levantamento feito por um portal de notícias, a empresa rodoviária perde apenas para a companhia Útil no número de insatisfações dos clientes que embarcaram em seus ônibus entre o começo do ano passado até os dias atuais. No total, a viação Itapemirim já registrou 554 queixas, contra surpreendentes 1.276 ocorrências recebidas pela Útil. A implantação de um serviço de fiscalização em tempo real que vem sendo testado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pode se transformar em salvação para muitas empresas de transporte rodoviário do Brasil.

O serviço ficará disponível nos principais terminais rodoviários das cidades brasileiras e terá a incansável missão de sanar problemas corriqueiros, como falta de assentos para idosos, atrasos nos embarques e viagens com animais.
Todas as reclamações devem ser feitas por um número telefônico da Ouvidoria que aciona a central e encaminha um fiscal direto para o local. O modelo é parecido com o que já tem a disposição na rodoviária Novo Rio, porém garante a resolução das queixas em tempo real. Antes as denúncias ficaram apenas registradas e a ANTT agia e autuava depois. Agora é feito uma triagem pelos telefonistas que acionam os ficais para determinada estação.

Durante os últimos 30 dias, o serviço telefônico foi testado em 14 cidades e em breve pode passar a funcionar em 73 terminais de ônibus onde já há a presença de fiscais da ANTT. De todas as queixas registradas durante esse ano, fruto da compra de passagens de ônibus com ida ou volta para cidades cariocas, a maior reclamação é com os atrasos de cada viagem, seguida por defeitos e problemas em equipamentos das rodoviárias ou ate mesmo dos veículos contratados. O uso impraticável das gratuidades para idosos, falta de acessibilidade motora e troca nos tipos de veículos também são motivos de revolta. As auto viações Sampaio e Cometa, que também disputam trajetos para o Rio de Janeiro, estão na mira dos clientes insatisfeitos.

Autor

Comentários estão fechados.