Terminal rodoviário não tem segurança durante a noite.
Terminal rodoviário não tem segurança durante a noite.

Um veículo pertencente à auto viação Guanabara Passagens ficou totalmente em chamas em um estacionamento do terminal rodoviário de Catolé do Rocha, estado da Paraíba, durante a madrugada do último sábado (19).
Já era mais de 2 horas da manhã quando um dos funcionários da empresa rodoviária ouviu várias explosões enquanto dormia no guichê de passagens. Ao chegar ao local, o ônibus estava pegando fogo. As chamas tomaram conta de todo o interior e da lataria do coletivo e ainda atingiu boa parte do teto da rodoviária, que é coberto por telhas de fibra de amianto. Até o momento ninguém sabe dizer quais poderiam ser as causas do acidente.

Além de comprometer a estrutura do local, as chamas atingiram também um ônibus da companhia rodoviária Realeza, que operava no terminal a serviço da Expresso Guanabara e estava estacionado ao lado, durante o acidente. O veículo teve parte da lataria queimada e três janelas quebradas por causa do calor.
Quem passou pelo local no dia seguinte se assustou com o que viu. Apesar de o dano ter sido provado por um incêndio, ninguém se arrisca em apontar se o fogo foi provado por uma pane na rede elétrica do prédio, ou se teve a intervenção de alguém.
O ambiente não tem segurança e nem vigilância a noite e por isso já teve os banheiros invadidos e as pias destruídas por vândalos.
Responsáveis pela empresa de transporte rodoviário já solicitaram a perícia para descobrir quais foram às causas do acidente e se possível apontar os culpados.

Por causa do trabalho da pericia técnica, o ônibus ainda não foi retirado da rodoviária. Passageiros e até mesmo os funcionários do terminal ficaram chocados com a destruição do veículo.
Desde que começou suas operações rodoviárias em solo brasileiro, a viação Guanabara coleciona em sua prateleira mais de 40 premiações envolvendo qualidade nos serviços prestados e atendimento ao cliente.
É uma empresa reconhecida nacionalmente no transporte interestadual e intermunicipal de passageiros, por ostentar mais de 200 linhas rodoviárias em 12 estados brasileiros e no Distrito Federal com média de 500 usuários diários.

Autor

Comentários estão fechados.