Acordo empresas e ônibus de viagens

É cada vez mais comum a contratação de uma empresa de onibus rodoviário para realizar serviços de transporte em fretamento às companhias e grandes instituições de São Paulo. O transporte público opcional está motivando os funcionários de muitas empresas a abandonarem seus carros de passeio para irem ao trabalho. O mais interessante é que muitas empregadoras vêm assumindo os custos de praticamente todas as despesas com esse tipo de transporte. A viagem é uma forma de melhorar o rendimento no dia a dia de cada profissional e economizar nos bilhetes rodoviários.

O consultor de negócios Marcelo Ignácio é responsável pelo departamento de Recursos Humanos em uma grande imobiliária na região do ABC, em São Paulo. Todo dia o meio de transporte para chegar ao trabalho é através de um ônibus pago pela empresa. Ele conta que pelo menos 70% dos colegas aproveita o serviço, o restante que mora com certa proximidade do trabalho prefere ir de carro. No caso da empresa de Ignácio, cerca de 50 linhas de fretamento são feitas para transportar os 2000 empregados no caminho de ida e volta até o trabalho sem ter que se preocupar com a compra de passagens. Estudos revelam que a despreocupação com o trânsito também pode influenciar no desempenho do trabalho. De acordo com o consultor ele trabalha com mais disposição porque às vezes dorme e não se estresse no trânsito.

Como o corporativo é grande, as reuniões e ferramentas de comunicação são comuns entre a empresa e os funcionários. Respeitar os horários e aproveitar bem as linhas disponíveis faz parte da logística do fretamento contratado. Outro empreendimento instalado na região sul da capital também fornece o serviço aos seus colaboradores. Neste caso, é a própria empresa que arca com todo o custo do frete. Além de colaborar com o meio ambiente, a empresa acredita que o benefício serve de incentivos para melhorar a produção no trabalho. Até agora apenas 10% de toda equipe está deixando de comprar as passagens de ônibus. O valor pago para aqueles que querem aposentar os carros durante a jornada de trabalho pode variar de R$ 300 a R$ 400 todo mês.

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+