passagens itapemirimApesar de a Copa do Mundo no Brasil acontecer só no ano que vem, quem tem ideia de utilizar os aviões para viajar durante o evento esportivo precisa começar a economizar desde agora. O aumento nos preços das passagens aéreas é tão grande que é possível visitar países do continente europeu ou ir até mesmo para os Estados Unidos pagando a mesma quantia. Segundo portais de notícias, os bilhetes de avião devem ficar até 10 vezes mais caros durante a maior competição esportiva do planeta. O motivo pelo valor exorbitante e bem diferente do que acontece com o preço da Itapemirim passagens está na lei da oferta e procura. Isso quer dizer que quanto mais se consome, menos opções para embarcar são encontradas e assim passam a ser mais valorizados do que o convencional.

Todos os trechos foram reajustados. Entre os mais caros estão às viagens do aeroporto de Congonhas que parte da capital paulista até Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O jeito neste caso é optar pelos ônibus, a bordo de uma companhia rodoviária como a Itapemirim passagens. A empresa atende todos os estados brasileiros e possui uma grande frota de veículos leitos, especialmente equipados para viagens de longa distância. Sair da capital carioca para São Paulo em busca de acompanhar a abertura da Copa do Mundo não vai ficar mais barato do que R$ 2,400. O valor oferecido pela TAM vem subindo nas últimas semanas e não é garantido que permaneça intacto até as vésperas do evento começar. O preço cobrado só neste dia é praticamente o mesmo para ir até Nova York ou até mesmo em Paris.

A alternativa nestes dias será comprar as passagens de ônibus com antecedência. Quem é paulista e pretende visitar o Rio de Janeiro em junho, no mês em que os jogos serão realizados no Brasil, só irão pagar cerca de R$ 150 para viajar em um ônibus convencional da viação Itapemirim passagens. O valor cobrado pela companhia é o mesmo do ano todo e também vale para quem vem do Rio para São Paulo. Se a intensão é descansar, o leito sai no valor de R$ 322 e a viagem dura seis horas.

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+