Passagens rodoviárias online ABC Paulista

Mesmo que você compre sua passagem rodoviária com antecedência, os valores dificilmente irão mudar. É por isso que o Consórcio Intermunicipal do ABC Paulista vem promovendo encontros para remover o impacto de impostos acumulados nas receitas de companhias de ônibus do Brasil. Até então uma medida provisória garantia a isenção deste tipo de tarifa cobrada para as empresas de transporte público rodoviário. Para controlar a inflação o Governo Federal também decidiu rever a medida. O ministro da Fazenda, Guido Mantega e seus economistas preferiram atrasar o prazo de aumento nos preços das passagens rodoviárias. O valor que seria reajustado só em janeiro e fevereiro foram mantidos até junho deste ano.

Foi por isso que só agora os preços voltaram a ter aumento. As passagens de ônibus na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo teve acréscimo de R$ 2,75 para R$ 2,95. Já nas viagens de ônibus de São Paulo, dos trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e do Metrô o aumento foi de R$ 3,00 para R$ 3,20. Apesar de serem maiores os trajetos percorridos pelos ônibus e outros veículos por meio de integrações com o uso do Bilhete Único na capital de São Paulo a tarifa cobrada pelos bilhetes de ônibus continua sendo inferior a de cinco municípios localizados no Grande ABC Paulista.

Em cidades como Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Mauá o preço unitário de uma viagem é mais caro do que o percurso com duração de três horas realizada dentro de quatro ônibus e um trem em São Paulo. Apenas em Diadema e em Rio Grande da Serra os valores somam quantias menores. Nas demais cidades situadas no ABC o aumento foi praticado entre o final do ano de 2012 e começo desse ano, o que representa que aconteceu antes da desoneração do PIS/Cofins ser firmado. Devido a forte união dos municípios componentes do ABC Paulista, a região já se tornou conhecida pelas reivindicações nas compras de passagens mais baratas. No dia 12 de janeiro, manifestantes de Mauá chegaram a entrar em confronto com a polícia militar.

 

COMPARTILHARShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+