metro de São PauloFazer apenas uma viagem de ônibus ou utilizar o metrô sem ter que embarcar em um coletivo é praticamente uma “missão impossível” para quem vive ou visita a capital paulista. É por isso que o sistema de integração oferecido através do famoso Bilhete Único é bom a beça. Com ele você pode fazer até quatro viagens de ônibus, em um período de três horas, pagando apenas uma tarifa, que custa em média R$ 3. Se precisar seguir caminho em alguma linha do metrô, o cartão magnético também garante uma boa economia, já que desconta só R$ 1,65 da passagem do metrô, ou seja, cerca de 50% do que vale o bilhete. O bom de tudo isso é que o Bilhete Único pode ser facilmente adquirido por qualquer pessoa.

Basta ir até a estação de metrô mais próxima para adquirir o seu, com apenas uma recarga inicial no valor de R$ 15. Quem nunca utilizou os ônibus urbanos de São Paulo pode ficar tranquilo. Eles são bem mais conservados dos que rodam no Rio de Janeiro. A maioria dos coletivos da capital paulista é limpa e moderna. Os condutores são atenciosos e os veículos sempre param rigorosamente no ponto de parada. Além das vantagens de se utilizar os veículos sobe rodas, dá pra destacar a eficiência dos BRTs, ou seja, os famosos corredores de ônibus que dão espaço privilegiado para que os ônibus com grande capacidade de lotação possam desviar do trânsito caótico da cidade mais populosa do Brasil.

Como faço para embarcar em um ônibus urbano?
É simples. Você tem três formas básicas de saber qual ônibus tem que pegar para chegar ao seu destino. Uma delas é através de uma rápida pesquisa ano site da SPTrans. Lá tem tudo: as linhas disponíveis, horários, local das paradas e integrações. O site também é capaz de calcular o tempo que vai levar para realizar o trajeto, considerando o fluxo rodoviário entre o horário e o dia da semana que você pretende se deslocar. A segunda opção é ligar para o serviço da SPTrans, pelo número 156. E por último, o “santo” Google pode ser a salvação.

Autor

Comentários estão fechados.