• Passagens de ônibus Expresso Guanabara, a maior viação do Nordeste

    Autor:

    Redação

    Data: 13/07/2012

    Compre passagens de ônibus na Auto Viação Expresso Guanabara, uma empresa jovem, completando 20 anos em agosto de 2012, atendendo, nos dias atuais, mais de 1000 locais espalhados pelo Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil, comercializando muitas passagens que se distribuem para suprir seus 400 veículos modernos, confortáveis e com toda aquela satisfação em suas viagens. A empresa também é considerada uma das 5 maiores companhias brasileira no ramo rodoviário, com serviços de qualidade e empreendedorismo em se lançar a frente ao equipar 100% de toda a sua frota. A empresa se localiza em Fortaleza (CE), mas possui garagens nas demais grandes cidades nordestinas.

    A Expresso Guanabara é a maior transportadora que opera no Nordeste, havendo uma grande mudança a partir de sua fundação, integrando as regiões do país citadas e dispondo de novas rotas para negócios e viagens entre as cidades. Com a expansão dessa empresa, o turismo também saiu na frente em possibilitar novos roteiros, aumentando a procura de outros mercados como de hospedagem, alimentação, comércio de artesanatos e lembranças para os viajantes. A viação não sai na frente somente por conter um número maior de unidades de transporte com idade média de 1.8 anos (se somadas as frotas das outras companhias das redondezas), mas por agregar tecnologia no controle e manutenção de seus ônibus rodoviários por computadores e sempre estar atualizando seus funcionários com cursos nas áreas de mecânica, recursos humanos e outros pelo SENAI.

    Uma novidade que se dispõe no momento para seus passageiros é a possibilidade de viajar para o Sudeste, conforme parceria estabelecida com a Auto Viação Real Expresso, sediada no Distrito Federal. Com essa nova conexão rodoviária, tripulantes vão até Brasília ou Goiânia, onde automaticamente trocam de veículo, sendo esse itinerário já combinado na compra da passagem de ônibus na cidade de origem, assegurado pela Guanabara, com total conforto e tranquilidade, no reembarque sem esperas. Assim, os nordestinos poderão conhecer as belas paisagens dos estados de Goiás e Tocantins e migrarem para os principais destinos de São Paulo, Uberlândia, Uberaba, Ribeirão Preto, Campinas, São José dos Campos e Rio de Janeiro, onde já se tem procuras e reservas para esses pontos, que intensifica a comunicação, diminuindo a distância entre empresas, resultando em mais parcerias.

    Viagens rodoviárias noturnas

    Autor:

    Redação

    Data: 09/07/2012

    O Brasil é um país emergente que se destaca pelo seu tamanho e grande número de viagens rodoviárias noturnas, riquezas próprias, muita matéria-prima é o motivo pelas quais mais da metade do interesse do capital externo é aqui investido. Nossa nação se destaca hoje pelo elevado número de pessoas e o alto grau de consumo de todos tipos de passagens para viagens, como os resultados já podem ser vistos nos exemplificados trânsitos urbanos, reflexo do maior poder de compra e facilidades de se ter um automóvel. O setor de serviços cresce, levando junto setores de distribuição e logística, onde o brasileiro realmente aprendeu o significado da frase: “Tempo é dinheiro”.

    Em reflexo a essas grandes transformações as empresas se expandem, mas sempre levando em conta orçamentos de viagens de seus empregados e diante disso, agregam opções como utilizar passagens de ônibus rodoviários para os destinos propostos, utilizando os serviços das mais confiáveis auto viações nacionais, seja qual for a região. Muitas vezes as transações comerciais são feitas de cidades de média distância, onde também o transporte aéreo torna-se mais caro, e retornos, muitas vezes, são feitos somente em dias posteriores, pelo forte utilização, deixando executivos a serem obrigados a dormirem de um dia para o outro, aumentando as despesas.

    A melhor solução para essas médias viagens é comprar passagens rodoviárias noturnas, onde muitas companhias oferecem ônibus leitos totais, onde as poltronas inclinam-se em 180 graus, os assentos são maiores, largos e confortáveis, são oferecidos cobertores, travesseiros e algumas disponibilizam lanches também. As rotas são muito exploradas nos destinos para as capitais dos estados do Sudeste, Sul e Centro-Oeste principalmente. O fato de não se gastar como hotéis e poder chegar descansado na cidade desejada, pela manhã, é totalmente aprovado no mercado de trabalho.

    Muitos trabalhadores viajam com roupa de passeio, normalmente, portando sua roupa social já pronta pra ser utilizada, sempre transportada em capas específicas, podendo ser colocadas facilmente nos coletivos de viagem, sem a preocupação de estarem amassando ou dobrando as mesmas. A dica ainda passada, para facilitar o embarque e desembarque nos centros rodoviários é adquirir suas passagens de ônibus por sites de turismo on-line, podendo visualizar com antecedência qual a companhia, o número de assentos, o tempo de viagem e fazer pagamentos parcelados pelos cartões de crédito, no conforto de nem precisar levantar da poltrona do escritório. A diferença entre veículos convencionais e executivos chega a ser de menos de R$ 40, na média, o que aumenta o interesse pelas firmas e empreendedores viajantes, pois economizam certamente na estadia.

    Em julho, preços de passagens de ônibus mais elevados em 2,7%!

    Autor:

    Redação

    Data: 06/07/2012

    O nosso país é um exemplo para outras nações emergentes no mundo, com uma economia que continua a se expandir muito mais do que o conhecido futebol, de onde já saíram centenas de nomes que não saem da boca e cabeça dos brasileiros e estrangeiros. Nossas riquezas naturais movem a atração de investidores externos, que movimentam diversos setores, fazendo o potencial de consumo crescer e a necessidade de viajar por negócios ou turismo torna-se cada vez maior a busca por passagens de ônibus.

    Em virtude disso, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) anunciou nessa última semana que a partir do dia 1º de julho, haverá um reajuste de 2,7% nas passagens rodoviárias para linhas interestaduais e internacionais, a partir de 75 km de distância das rodoviárias, do Brasil. Essas reformulações de preços são previstas anualmente, escritas em contrato, sendo cientes as auto viações, empresas de turismo na internet, demais parceiras e as administradoras que repassam informações para os motoristas de seus veículos rodoviários, para não ocorrerem possíveis imprevistos no meio da rota de viagem (tripulantes que embarcam no meio do caminho). O controle é feito nos terminais também, na revisão de valores nos guichês das transportadoras na preocupação com seus usuários, mesmo não havendo lucros acompanhados das companhias.

    Os valores remarcados tem base na atualização expressa por entidades de pesquisa, como a Agência Nacional de Petróleo, Gases Naturais e Combustíveis (ANP), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e nos custos referentes às atualizações do serviço, como no pagamento de funcionários, acessórios, peças, lubrificantes e combustíveis.

    Em julho, preço de passagens de ônibus mais elevados em 2,7%: comparação com aumento de coletivos municipais das capitais brasileiras

    O lado positivo dessa nova afixação é ter um aumento baixo em relação aos acréscimos nas passagens de ônibus municipais, acontecidos em 22 de janeiro (2012), nas principais capitais, aonde as médias dessas moras chegavam a 6,5% em média (Recife e Vitória), acontecendo na mais agressiva elevação de 13,5% em Palmas (TO), onde o bilhete custava R$ 2,00 e agora está em R$ 2,50. Além de uma tarifada menor, os serviços de coletivos interestaduais e internacionais disparam na frente por qualidade de serviços, número de passageiros e conforto, bem opostos aos ônibus internos de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Recife (PE) e Manaus (AM). Uma pesquisa deste ano, feita pelo IPEA, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, apontou que 48% dos habitantes desaprovam o meio de transporte e dizem que não permite que as pessoas se desloquem com facilidade por toda a cidade. Conclusão: é um problema e não uma solução.